content_mg_1345

O Comitê Extraordinário Covid-19 do Governo de Minas, grupo de trabalho que acompanha a pandemia no estado, aprovou na última quinta-feira (01/07) a volta às aulas presenciais na onda vermelha do Minas Consciente, plano criado para a retomada gradual e segura das atividades.

A decisão foi tomada após uma análise criteriosa dos números da pandemia. Segundo informações apresentadas na reunião, a incidência da covid-19 em Minas Gerais reduziu 22% nos últimos 14 dias e 9% na última semana. Já as solicitações de internações diminuíram 22,64%.

Após provocação do Ministério Público e da sociedade ao Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) para retorno das aulas na onda vermelha, o mesmo se manifestou favoravelmente após análise técnica da Secretaria de Estado de Saúde. O COES é responsável pela coordenação das ações de resposta à pandemia em Minas Gerais.

O grupo executivo do Comitê Extraordinário Covid-19 também deliberou no mesmo sentido do COES, aprovando a volta às aulas dentro da escola inclusive para as cidades na onda vermelha do programa Minas Consciente com cenário epidemiológico e assistencial favorável, fechando apenas no caso de regressão para onda roxa.

A volta às aulas dentro da escola poderá ocorrer inclusive nas cidades que se encontram na onda vermelha com cenário favorável do Minas Consciente, respeitando a autorização por parte das prefeituras. Além disso, o retorno presencial é facultativo, respeitando o desejo dos pais dos alunos que podem optar pelo ensino remoto se preferirem.

Conforme manifestação da Secretaria de Estado de Educação na última quinta-feira, 90% das escolas da rede pública estadual de ensino está preparada para a reabertura atendendo adequadamente aos protocolos de saúde e as demais já se encontram em fase de adequação às exigências sanitárias. Dentre as 14 macrorregiões do Minas Consciente, 12 estão classificadas na onda vermelha sendo 7 com cenário favorável.

Na onda vermelha com cenário favorável e onde há autorização dos prefeitos, hoje os servidores estaduais da educação iniciam o retorno e, a partir da próxima segunda-feira (12/07), os estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental, 1o ao 5o ano, podem retornar às escolas.

Nos municípios que estão saindo da onda vermelha e indo para as ondas amarela ou verde, as escolas estaduais poderão receber também os alunos do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio.

Nas escolas públicas estaduais, desde o início da volta gradual há cerca de duas semanas, os resultados foram um sucesso. Somente nos primeiros sete dias, foram contabilizadas 81 unidades escolares e cinco mil estudantes, sem incidentes relacionados à doença entre os alunos – uma diretora se contaminou durante o período de preparação dos professores e já se recuperou, segundo a Secretaria de Estado de Educação.

Não devemos jamais minimizar os efeitos da pandemia da covid-19. Também não podemos jamais desistir das nossas crianças e do seu direito prioritário e absoluto à educação. Escolas abertas na onda vermelha, seguindo os protocolos sanitários, é fazer valer na prática a máxima de que as escolas devem ser as primeiras a abrir e as últimas a fechar.

Na íntegra: https://www.otempo.com.br/politica/laura-serrano/subscription-required-7.5927739?aId=1.2507556
(Foto: Pedro Gontijo / Imprensa MG)

Cadastre-se para receber em primeira mão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gabinete Laura Serrano

Fone: (31) 2108-5120- (31) 9 9453-6022
dep.laura.serrano@almg.gov.br 

Assessoria: (31) 99367 – 4105 / (31) 99498-5192 

Rua Rodrigues Caldas nº 30, Conj. 228. 2º andar –
Santo Agostinho. CEP: 30190-921. Belo Horizonte-MG